Homem assassinado no bairro Pau Miúdo foi alvejado por ao menos cinco disparos

Foto: Reprodução/WhatsApp
Sequência de disparos de arma de fogo e morte de um homem deixaram parte dos moradores do bairro Pau Miúdo apreensiva na noite desta segunda-feira (1º). O relato de populares é de terem ouvido o barulho de aproximadamente 10 tiros, por volta das 22h45. Tratava-se da execução, pelas características do crime, de Adeílson Santos Costa, vulgo Dezão - um morador do bairro. O assassinato aconteceu em frente a um bar da Avenida Cel. Almerindo Rehem.
 
Segundo informações colhidas pela equipe de reportagem do site euclidesdacunha.com, divulgadas em nota do Euclides Acontece publicada pelo repórter José Dilson, Dezão bebia na companhia de um irmão em uma padaria de propriedade deste irmão, quando saiu por um instante, momento em que o atirador, ainda não identificado, desceu de um veículo e efetuou os disparos que causaram a morte da vítima, ainda no local. Estima-se entre cinco e seis tiros de arma de fogo no corpo da vítima, pela quantidade de perfurações observadas por populares. A perícia indicará o número exato de disparos no corpo.

Segundo a PM, o autor do crime estava em um veículo de marca/modelo Fiat Palio, de cor branca. Trata-se de um homem branco, com tatuagens pelo corpo, alto e forte, que estava sem camisa e com capuz. Após a execução, o atirador fugiu sentindo a BR 116.

Duas guarnições da PM fizeram buscas na proximidade, mas não obtiveram êxito com a tentativa de localizar e prender o acusado.

Conforme apurou o repórter José Dilson, segundo consta dos livros de ocorrência policial da 1ª DT, existe um registro de agressão contra à mulher (Maria da Penha) e um segundo registro por danos ao patrimônio privado, por ter arrebentado a porta de uma residência a golpes de machado, fatos acontecidos nos anos de 2014 e 2015.
 

Publicado em: http://www.euclidesdacunha.comnews/print/id/1879