Polícia aborta mais uma tentativa de fuga de custodiados

FOTOS: Polícia Civil
Atentos à movimentação de presos custodiados no xadrez da carceragem do Complexo Policial Civil de Euclides da Cunha, principalmente no mês de dezembro, quando elementos mais perigosos costumam planejar fuga para usufruir dos festejos natalinos em “liberdade”, com familiares, parceiros de crime, etc., em muitos dos casos provocando fuga em massa, gerando intranquilidade à população, agentes policiais civis da 25ª Coordenadoria de Polícia do Interior (25ª Coorpin), frustraram mais uma tentativa de fuga que ocorreria na cela 4.
Com base em informações obtidas pelos serviços de inteligência e investigação, os agentes investigadores, com apoio da Polícia Militar e Guarda Civil Municipal, no final da noite da última sexta-feira (02), fizeram uma inspeção rigorosa na cela alvo da denúncia, sendo constatada a veracidade da informação, segundo informações obtidas pelo Site euclidesdacunha.com junto ao órgão policial.
 
Na revista ao xadrez, ficou constatada a mesma estratégia de fuga aplicada recentemente, porém, sem êxito, que consistia em furar a parede com o uso de ferramenta de carpintaria (pua), de uso manual e baixa rotação, que não chamaria a atenção dos agentes carcerários, pois o nível de ruído provocado seria o mínimo e praticamente imperceptíveis.
O modus operandi causou apreensão às autoridades, já que na tentativa de fuga anterior, há cerca de quinze dias, instrumento similar para abrir um buraco na parede, que serviria de passagem para a parte externa, estava sendo utilizado. A pua é uma espécie de manivela com cabeçote de rosca onde pode ser acoplado um bico de aço pontiagudo ou com estrias, bastante usado por marceneiros e carpinteiros para fazer furos de marcação ou abrir fenda para parafusar peças de madeira.
 

saiba mais

Uma inspeção rigorosa foi feita no local e mais surpresas desagradáveis apareceram com a descoberta de aparelhos de telefone celular, carregador para celular e até uma faca. Todo o material encontrado foi apreendido e encaminhado ao Departamento de Polícia Técnica para perícia. Além de instauração de rigoroso inquérito para descobrir o mentor ou mentores da tentativa de fuga e como um objeto de ferro medindo cerca de 50 cm, telefones celulares, arma branca e carregadores elétricos chegaram às mãos desses detentos que se encontram custodiados à disposição da Justiça da Comarca de Euclides da Cunha, aguardando julgamento.
 
Foram apreendidos: 7 aparelhos de telefone celular, uma pua, uma serra de aço, seis bicos de aço, carregadores para celular, uma faca, trouxinhas de drogas. A importância da denúncia com total anonimato tem sido fundamental para o combate à criminalidade em Euclides da Cunha, que pode ser feita pelos telefones (75) 9 9979-9040 / 3271-3712.
 
*Com informações da Polícia Civil

Publicado em: http://www.euclidesdacunha.comnews/print/id/2244