Presa quadrilha que roubou celulares na festa de Euclides da Cunha

Fotos: Polícia Civil
Em comunicado do TC Amon Gomes, divulgado nesta quarta-feira (19), o comandante do 5º Batalhão de Polícia Militar em Euclides da Cunha faz elogios ao excelente trabalho do serviço de inteligência e investigação da 2ª Cia de Polícia de Tucano, que com o apoio da Cipe Nordeste, prendeu os criminosos que na noite desta terça-feira (18), praticaram furtos e roubos durante os festejos comemorativos dos 85 anos de emancipação política de Euclides da Cunha, que reuniu milhares de pessoas, deste a Praça Duque de Caxias até a Av. Cel. Almerindo Rehem, região central da cidade.
 
Usando tática de punguista, arrebatando das pessoas o aparelho de telefone celular, agredindo fisicamente, intimidando verbalmente, com ameaça de - processar a vítima pelo crime de “racismo” quando, em um desses furtos praticado por uma das ladras  foi reconhecida e acusada de tê-la furtado o celular-, até mesmo simulando briga entre os próprios elementos da quadrilha e assim facilitar a ação nefasta dos parceiros criminosos - foram diversas as ações durante os shows musicais das bandas, em que esses elementos se aproveitavam do corre-corre dos foliões que acreditavam ser verdadeira aquela briga-, para praticarem furtos. 
Aliás, esses elementos, que durante as investigações e interrogatório preliminar, foram identificados como residentes em Salvador e vieram para Euclides da Cunha com o plano único e exclusivamente de roubar aparelhos de telefones celulares, provavelmente, sejam os mesmos que vêm cometendo a mesma ação criminosa em festas públicas da capital e cidades do interior que promovem eventos de grande porte e atraem milhares de pessoas.
 
Desde a noite de terça-feira, que os agentes plantonistas atuam no atendimento às vítimas desses malfeitores, trabalho que prosseguiu por toda a quarta-feira e continuou nesta quinta-feira, com um número cada vez maior de queixosos, depois que a polícia começou a divulgar a prisão da quadrilha, nesta quarta-feira, poucas horas depois de os delinquentes terem deixado Euclides da Cunha de volta para a capital baiana, provavelmente, pensando que jamais seriam descobertos e que os órgãos de segurança pública dificilmente os alcançariam, pelo menos, em tão pouco tempo.
Segundo o TC Amon Gomes, o efetivo militar foi reforçado. Sabia-se de antemão, que uma profusão de foliões estaria nas ruas de Euclides da Cunha, pela fama e prestígio de artistas e bandas contratadas para os shows artísticos gratuitos para todos, principalmente, o público jovem, maioria absoluta em eventos deste porte e gênero musical mais curtido atualmente em todo o estado da Bahia, além de ser Euclides da Cunha, uma cidade acolhedora.
 
Apesar de a presença ostensiva da polícia militar e investigativa da polícia civil judiciária, com seus agentes infiltrados, os meliantes não se intimidaram e achando que sairiam impunes dos crimes cometidos, agiram; porém, se deram muito mal. Apesar de sabermos que, dentro de poucos meses “enjaulados” terão a liberdade de volta, pois a brandura e facilidades que as nossas leis permitem, estarão novamente nas ruas, nas festas e cometendo os mesmos crimes, maneira mais “fácil” de conseguir dinheiro para bancar festas regadas a whisky caro, roupas e tênis de grife, correntões de ouro ou similar, consumo de drogas químicas, entorpecentes, anfetaminas, se apresentando conduzindo carros roubados, entre outros. Parabéns, a polícia, pela excelência do trabalho e que todas as vítimas tenham seus objetos recuperados, muitos dos quais adquiridos com dinheiro oriundo de trabalho honestamente. 
Vários aparelhos foram recuperados, além de a quantia de R$ 313,35 (trezentos e treze reais, trinta e cinco centavos) em espécie. A Polícia Civil orienta às vítimas a prestarem queixa, levando algum tipo de documento do aparelho (nota fiscal, boleto, declaração de compra e venda do aparelho, etc., algo que possa comprovar a propriedade do bem) fazer o reconhecimento do mesmo.
 
Estão recolhidos ao xadrez da carceragem do Complexo Policial Civil, os seguintes meliantes: Leonardo Moreira da Silva, Jadson Sales Rosa, Evandro Lima Santana, Roberval Cruz Menezes, Jorge Junior da Costa Nascimento, Leonardo Santos de Oliveira, Diana Santana dos Santos, Lilian Macedo dos Santos, Guimária Souza Silva, Márcio Mota da Silva.










 

 

Publicado em: http://www.euclidesdacunha.comnews/print/id/2623