Falsos áudios tentam causar pânico nas escolas

Nota Circula: Divulgação
Áudios disparados de diferentes regiões do Estado da Bahia, desde o sul do estado até a região nordeste (Eunápolis, Alagoinhas e Paulo Afonso), foram identificados como falsos, cujo objetivo é levar à situação de pânico para a população, em especial, estabelecimentos de ensino.
 
Segundo a Polícia Civil, uma jovem adolescente da cidade de Eunápolis, que fez postagem insinuando ataques contra escolas da cidade, teve a página rastreada e identificada, foi apreendida e conduzida para a autoridade policial, a quem revelou tratar-se de "brincadeira" para assustar pessoas. Ainda segundo a Polícia Civil, áudio com voz embargada que foi divulgado em grupos de WhatsApp de Euclides da Cunha, com ameaças às principais escolas da cidade, teve origem na região de Paulo Afonso e as investigações para identificar números e páginas colocadas em colégios da cidade estão sendo desenvolvidas para identificar e prender o autor.
 
A Polícia Civil tranquiliza a população, pois as ameaças não estão confirmadas. Toda a equipe de agentes policiais civis, investigadores e colaboradores está mobilizada preventivamente. 
Nos últimos oito dias, seis pessoas foram conduzidas na Bahia, pela prática criminosa. "Por determinação do secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa, foi criado um grupo de trabalho composto por integrantes da Superintendência de Inteligência da SSP, da Polícia Civil (Departamento de Inteligência Policial - DIP, e Departamento de Crimes Contra o Patrimônio -DCPP) e da PM para dar suporte às investigações e operações, na Bahia".
 

Publicado em: http://www.euclidesdacunha.comnews/print/id/2870