Especial Patrocinado: Conheça a trajetória profissional da maquiadora Maritsa Massênio

Foto: Euclidesdacunha.com

Hoje com 20 anos de idade, ela tinha apenas cinco quando, observando a mãe a se produzir, começou a tomar gosto pela arte de se maquiar. E foi a influência da mãe, de forma despretensiosa, que contribuiu para o nascimento da maquiadora profissional Maritsa Massênio Moreira.

Entre um atendimento e outro, ela aceitou o convite do site Euclidesdacunha.com para participar do nosso Papo com Empreendedor, e nos revelou detalhes incríveis da sua profissão como maquiadora, o que você confere agora nessa entrevista narrativa.

Como tudo começou

Além da inspiração com a mãe, Maritsa conta que havia um salão de beleza ao lado da casa de sua avó, onde ela começou a escovar cabelos. Com o fechamento do espaço e ela já motivada pela área da beleza, mergulhou fundo em vídeo-aulas no YouTube sobre maquiagem. Ela começou a maquiar algumas pessoas, amigos, o que foi suficiente para a carreira engrenar. Nascia ali uma grande profissional. “Eu não tinha quase nada, mas comecei com o que eu tinha”, lembra.

O despertar da profissão

Já engajada, Maritsa fez uma parceria com a cabeleireira Jane. A mãe, percebendo o talento e esforço da filha, começou a investir na carreira dela comprando equipamentos e produtos básicos. Mesmo com os ventos soprando favoravelmente, naquele momento, ser maquiadora não era seu plano número um. “Eu trabalhava porque eu realmente gostava, era um hobby para mim. Nunca na minha cabeça passou que eu iria trabalhar com isso, que isso seria a minha fonte de renda”, confessa.

Mas o destino já tinha preparado tudo e tinha uma missão reservada para ela. Realizando um bom trabalho, seu nome caiu no gosto da clientela e a divulgação boca a boca ajudou bastante. Além disso, ela se maquiava e postava no Instagram. Seu trabalho estava, cada vez mais, sendo visto.

Quem está com ela desde 2015 como cliente é Silvonete Maria de Barros. Foi amor profissional à primeira vista.“Maritsa fez minha primeira maquiagem e se tornou minha maquiadora de sempre. Primeiro, porque é uma pessoa muito comprometida com o seu trabalho. Profissional ética, que além de simples, tem um bom gosto incrível. O cliente escolhe, e ela realiza”, relata.

Maquiadora profissional, sim, senhor!

Com o seu trabalho já bastante divulgado e procurado, Maritsa queria mais e foi em busca de conhecimento para aperfeiçoar a sua prática. Viajou até o Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, distante mais de 2.500 quilômetros de Euclides da Cunha, para participar de cursos de maquiagem. De volta, ela pegou para si o ponto que havia sido fechado, aquele ao lado da casa de sua avó, e passou a ter um negócio para chamar de seu. “Eu entrei do jeito que estava, não tinha nada organizado, e eu segui nesse ponto por muito tempo”, lembra ela, rindo da ousadia que teve à época.

Definição da clientela

Depois dos cursos de aperfeiçoamento, começou a maquiar noivas, clientes que se tornaram o foco do seu trabalho, naturalmente. Não contente com o que já sabia, a jovem participou de mais dois workshops. “Você tem que estar atualizado. Essa é uma área que muda muito, tem sempre produtos novos, técnicas novas, e se você não se especializa, você fica para trás, e o cliente é o primeiro a perceber”, explica.

Até hoje, sua maior clientela continua sendo as noivas e convidados de casamentos, mas também tem gente que a procura para fazer uma maquiagem para um almoço de domingo, o que demonstra a dimensão do alcance do seu trabalho. Segundo ela, estes clientes são, na maioria, pessoas com idade entre 30 e 40 anos, mulheres, “mas também tem crianças, para aniversários, principalmente”, acrescenta. Homens são raros, explica Maritsa.

Nós perguntamos a ela o que pensa sobre crianças usarem maquiagem. “Eu não acho interessante você estar incentivando a criança a se maquiar tão cedo, mas se é para realçar algo natural dela, eu acho interessante. Eu não julgo, porque eu gostava de me maquiar desde muito cedo”, afirma ela, demonstrando ligeira preocupação com o assunto.

Diferencial do seu trabalho

Quando começamos a falar sobre o diferencial do seu trabalho, Maritsa não teve dúvida: é a qualidade. Na verdade, para sermos mais fiéis à resposta dela, um conjunto de fatores que levam à qualidade. “Envolve profissionalismo, ética, de você procurar se profissionalizar. Não é só você comprar uma maquiagem, um pincel e dizer que é maquiadora. A qualidade, hoje em dia, é o que as pessoas mais têm procurado”, explica, detalhadamente.

Quando ela fala em qualidade significa, também, investir em produtos de procedência garantida, de referência e bem avaliados no mercado da beleza. No seu kit tem marcas como Ana Paula Marçal e importados como as bases da Milani. “Todo maquiador que é profissional, ele nunca vai se prender a uma marca só”, alerta.

Outro ponto que não deixa de existir na paleta da vida de Maritsa é a vontade de melhorar, de sempre aprender mais, o que termina colocando-a em destaque diante da concorrência existente. Nunca entrar na zona de conforto faz parte da sua filosofia de vida. “Eu nunca acho que estou bem, eu sempre acho que eu posso melhorar alguma coisa. Isso me faz mudar todos, os dias, a forma como eu trabalho”.

Todo esse esforço tem tido o reconhecimento do cliente.“Maritsa Massênio tem o meu respeito, admiração e confiança. Eu só digo ‘faça aí sua obra de arte’, fecho o olho e quando abro estou maravilhosa”, afirma Sill Barros, outra cliente satisfeita.

Cursos de maquiagem by Maritsa Massênio

Além de atuar como maquiadora profissional, Maritsa começou a ofertar cursos para quem quer aprender a arte da maquiagem ou aperfeiçoar os conhecimentos na área. Perguntamos se ela não enxerga os alunos como futuros concorrentes, mas ela afirma que há clientes de sobra e para todos, e que a qualificação de cada um é importante e termina ajudando seu trabalho, pois, assim, ela pode indicar alguém que “passou pelas suas mãos” e tem a qualidade garantida.

Futuro. Para aonde vai a maquiadora Maritsa

Uma área que ela sempre gostou e que pretende investir é o ramo de sobrancelhas. Mesmo ainda no campo das ideias, dos sonhos, ela já começa a vislumbrar aonde quer chegar e os caminhos a trilhar. “Eu vi uma oportunidade, é algo que eu gosto muito e envolve a área da beleza”.

Investir em sobrancelha não significa que ela vai deixar a maquiagem, seu carro-chefe. Pelo contrário, é para fortalecer o trabalho que ela já desenvolve na cidade. “Eu sei que quero chegar muito alto, o céu é o limite. Eu quero voar muito alto, porque eu acho que a gente não cai de paraquedas em uma profissão”, conta.

Maritsa também quer voltar à sala de aula, fazer faculdade, essas coisas, tudo casado com o seu trabalho como maquiadora profissional. “Eu digo que daqui a dez anos eu não sei se eu vou ser a maquiadora, mas enquanto durar, eu estarei fazendo o meu trabalho de forma excelente, de forma profissional”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *