Polícia localiza e prende dois homicidas do município de Tucano, Bahia

Serviço de Inteligência (SI) da Polícia Civil de Euclides da Cunha em trabalho conjunto com a Polícia Militar (PM) e a Guarda Civil Municipal (GCM) localizou e prendeu dois homicidas condenados pela Justiça. As prisões ocorreram nos dias 13 e 14 deste mês de maio, na zona rural dos municípios de Tucano e Conceição do Coité.

A primeira investida aconteceu na localidade de Tabuleiro, zona rural do município de Conceição do Coité. Com apoio da CIPE-Nordeste/PM, a Polícia Civil prendeu o indivíduo de iniciais O. de M, que tinha contra si um mandado de prisão expedido pela Justiça, comarca de Tucano. De acordo com a Polícia, no ano de 1997, o indivíduo de iniciais I. L. G. (foragido) e seu filho O. de M tiveram uma discussão em um bar na cidade de Tucano que desencadeou no assassinato tipificado pela Justiça como homicídio qualificado. Ambos foram condenados a uma pena superior a 12 anos de reclusão.

O informativo detalha que, ao avistar a guarnição, O. de M ainda tentou se evadir do local, mas foi alcançado e capturado pelos policiais militares.  O acusado foi apresentado na Delegacia de Riachão do Jacuípe, Bahia, e colocado à disposição da Justiça.

A outra prisão foi o cumprimento de um mandado de prisão expedido pela Justiça, comarca de Tucano, tendo como alvo o indivíduo de iniciais J. J. de M, 55 anos, condenado a 12 anos de reclusão em regime fechado, acusado de matar a facadas um homem no povoado de Capoeira, zona rural de Tucano. O crime ocorreu no ano de 1987, há quase 34 anos, após uma discussão com outro homem.

De acordo com a Polícia, no ano de 2003 houve o júri popular do acusado que foi condenado a uma pena de 12 anos de prisão. Após apuração do SI, foi detectado que o alvo se encontrava em Tucano, mais precisamente na fazenda Caueira, quando, de imediato uma equipe da Polícia Civil de Euclides da Cunha deslocou até o local indicado e em conjunto com a GCM de Tucano encontrou o e efetuou a prisão do alvo.

O acusado foi encaminhado para a Delegacia Territorial de Euclides da Cunha e colocado à disposição da Justiça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *