Novo decreto municipal inclui mais uma categoria como essencial

Restaurantes, lanchonetes e similares estarão em funcionamento aos finais de semana, com ressalvas que garantem a biossegurança.

Na última terça-feira (09) a classe comerciária em reunião com o gestor público Luciano Pinheiro solicitou a reavaliação de alguns setores ditados como essenciais ao município.
Os representantes do ramo de comercialização de gêneros alimentícios: restaurantes, lanchonetes e similares, tendo em vista o declínio econômico dos seus respectivos estabelecimentos, que define-se pelo hiato dos dias semanais mais importantes nas suas vendas – sexta-feira, sábado e domingo; alguns desses comerciantes não possuem demanda para delivery, em decorrência, são mais afetados com o fechamento durante o lockdown decretado pelo governo estadual. Ao deixar explícito esses e outros dados que comprovam a gravidade na economia desses comerciantes, durante a reunião, o prefeito em suas considerações, afirmou que iria avaliar a possibilidade de funcionamento desses estabelecimentos aos finais de semana.
No atual decreto municipal nº 217/2021, que foi publicado nessa quinta-feira (11), ficou liberado o funcionamento dos restaurantes, lanchonetes e etc., com algumas ressalvas:

▪️O estabelecimento deve funcionar com 50% de sua capacidade;
▪️Fica proibido a comercialização de bebida alcoólica;
▪️Distanciamento de dois metros na organização das mesas;
▪️ Deve-se manter o uso de máscara e disponibilizar álcool gel;
▪️ Higienização das mesas após o uso dos clientes;
▪️O expediente de atendimento presencial encerra às 19h30;
▪️ Delivery pode ser feito até às 23h.

Acesse o decreto na íntegra no site euclidesdacunha.com. Decreto – Nº 217 de 11 de Março de 2021 Novo

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *